Breve história da Língua Portuguesa

Não é segredo que o latim é a língua mãe de diversos idiomas espalhados pelo mundo. Foi ele, também, que originou a Língua Portuguesa, que sofreu diversas mudanças para se tornar o idioma falado hoje no Brasil e em outros países.

O latim era dividido em clássico e era falado por pessoas ricas e cultas. Também havia o latim vulgar, que era falado pelo povo. Muitos dialetos surgiram com o passar do tempo, tendo em vista os diversos acontecimentos culturais e políticos em Roma, na Grécia, na Península Ibérica e outras localidades.

Por volta do século 14, o idioma começou a ser falado na região de Lisboa, em Portugal. Com as navegações, Portugal ampliou seus domínios e levou a língua para terras mais afastadas, como a África, a Ásia, a Oceania e a América.

São cinco os períodos que dividem a evolução da Língua Portuguesa:

  • Pré-românico: momento em que a língua surgiu do latim vulgar e se disseminou por meio dos soldados romanos.
  • Românico: período de transformação da língua, quando surgem dialetos e, séculos depois, nascem idiomas como o francês, o espanhol, o italiano, entre outros.
  • Galego-português: surgimento do idioma específico de Galiza, atual Espanha, e regiões portuguesas de antes do século 14.
  • Português arcaico: fase em que são iniciados os estudos gramaticais da Língua Portuguesa.
  • Português moderno: estágio atual do idioma falado no Brasil e nos demais países lusófonos.

Além disso, a Língua Portuguesa sofreu mudanças gramaticais. Isso ocorreu pela busca de unificação de regras entre os países que adotam o idioma, além de valorizar a língua mundo afora.

A atualização mais recente (Novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa) foi assinada em 1990 e, desde então, as alterações têm acontecido. No Brasil, o novo acordo teve início em 2008 e provas, concursos, publicações oficiais etc. precisaram se adaptar às novas regras. Os livros didáticos, por exemplo, iniciaram as mudanças em 2009.

Dica: Ao comprar livros sobre Língua Portuguesa para estudos gerais, atente-se a data da edição, pois livros publicados antes de 2009 podem possuir regras antigas.

A língua, assim como as manifestações culturais, fazem parte da construção de uma história. Valorize a sua língua, pesquise sobre ela e não deixe de apreciar a literatura.

 

« Voltar ao Na Ponta da Língua

Comente essa postagem

Obs: Seu comentário será exibido quando for aprovado.

Comentarios (0):

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro a comentar.

« Voltar ao Na Ponta da Língua

Sobre o blog

Hoje em dia ainda é comum nos depararmos com erros cometidos na Língua Portuguesa tanto na fala como na escrita. Um dos fatores que contribuem para essa fatalidade é a internet, onde muitas pessoas, na correria do dia a dia, acabam compartilhando publicações ou escrevendo outras sem ao menos reler e constatar possíveis erros ortográficos.

Pensando nisso, desenvolvemos este blog para postar dicas e curiosidades talvez não tão conhecidas sobre o nosso vocabulário. Assim, quando bater aquela dúvida a respeito de como falar ou escrever determinada palavra ou expressão, corra pra cá e fique com tudo na ponta da língua.

Janeiro - 2015

Posts mais lidos

Através de e por meio de
Faz e Fazem
Meio e Meia