Como elaborar uma redação dissertativa

Não é de hoje que nos deparamos com a necessidade de produzir uma redação dissertativa, seja na escola, em vestibulares ou em concursos, sem contar a importância do conhecimento da língua em nosso dia a dia.

De acordo com o dicionário Michaelis, dissertar é “fazer apresentação oral ou por escrito sobre algum tema de forma organizada e completa; discorrer, discursar”. Entender a proposta do texto é primordial para que isso seja feito corretamente, portanto, é de grande importância que se tenha conhecimento sobre várias temáticas, mesmo que não sejam relacionadas à sua área de atuação.

Por exemplo, se você se interessa apenas por assuntos relacionados às ciências exatas e não lê ou se informa sobre ciências humanas, dificilmente terá sucesso em uma redação dissertativa sobre o tema. Pesquise e se informe sempre.

Estrutura da dissertação

A dissertação é formada por três partes: a tese, o desenvolvimento e a conclusão.

A tese é a introdução da redação, ela apresenta o assunto a ser desenvolvido e pode ser colocada de várias formas, como afirmação, definição, interrogação, etc. O desenvolvimento, por sua vez, é a fase de argumentação, na qual você justifica suas escolhas. A conclusão, como o nome diz, finaliza a discussão, encerrando o assunto com possíveis soluções das problemáticas abordadas. 

Escrever não é um bicho de sete cabeças, mas precisa de atenção e bastante leitura, por isso, seguem algumas dicas de como desenvolver este tipo de texto:

Entenda a temática

Leia atentamente a proposta do texto e reflita a posição que você irá tomar ao escrever. Esboce e encaminhe as ideias antes de começar a escrever.

Rascunhe

Sempre leve lápis e borracha para rascunhar antes de entregar sua redação. Quando pensamos, a velocidade das ideias se transformarem é maior do que quando colocamos isso no papel.

Leia antes de passar a limpo

Assim como as ideias fluem rapidamente e passamos para o papel com mais lentidão, é possível que, durante esse processo, algumas informações se percam, principalmente, deixando surgir alguns "defeitos" na gramática do texto. Leia mais de uma vez antes de passar sua dissertação a limpo, além de corrigir possíveis erros, é possível que novas convicções apareçam e ampliem os resultados da sua redação.

O título é essencial

Toda redação exige um título e ele precisa carregar o peso das três partes de forma coerente. Leia seu texto antes de pensar em um título, para que este tenha a capacidade de expressar seu conteúdo.

Ser coerente e coeso é promover harmonia ao texto, de forma a apresentar um pensamento linear, que possibilite a real compreensão de quem está lendo. São duas partes muito importantes e fundamentais para o desenvolvimento de uma boa redação dissertativa. E, para finalizar, pratique. Quanto mais praticamos, mais desenvolvemos nossas habilidades, em qualquer área de conhecimento.

 

 

 

« Voltar ao Na Ponta da Língua

Comente essa postagem

Obs: Seu comentário será exibido quando for aprovado.

Comentarios (1):

28/fev Jovelina Maria Sousa Amorim:

Bom dia! Ótimas dicas. ajudou muito.

« Voltar ao Na Ponta da Língua

Sobre o blog

Hoje em dia ainda é comum nos depararmos com erros cometidos na Língua Portuguesa tanto na fala como na escrita. Um dos fatores que contribuem para essa fatalidade é a internet, onde muitas pessoas, na correria do dia a dia, acabam compartilhando publicações ou escrevendo outras sem ao menos reler e constatar possíveis erros ortográficos.

Pensando nisso, desenvolvemos este blog para postar dicas e curiosidades talvez não tão conhecidas sobre o nosso vocabulário. Assim, quando bater aquela dúvida a respeito de como falar ou escrever determinada palavra ou expressão, corra pra cá e fique com tudo na ponta da língua.

Janeiro - 2015

Posts mais lidos

Através de e por meio de
Faz e Fazem
Meio e Meia