Variações linguísticas

O Brasil é um país miscigenado em vários aspectos: na cor, no credo e até na língua. Apesar de a língua portuguesa ser uma, existir a norma culta na qual todos se baseiam e essa ser a mais aceitável, existem muitas variações linguísticas no país e que estão sempre em mutação.

Um exemplo, não apenas no Brasil, é o “internetês”, a linguagem dos internautas. Esse dialeto possui gírias, abreviações e neologismos (como é a palavra internetês) que se tornou um vocabulário específico.

É importante entender e conhecer as variações linguísticas porque elas existem em todos os cantos do país e do mundo e muitas vezes gera até preconceito. Por exemplo, existem formas de se expressar que são características de alguma falta etária ou de alguma classe social, contudo, isso não torna essa expressividade melhor ou pior que qualquer outra, é apenas um atributo.

Essas variações possuem algumas classificações, veja:

  • Diafásica: é o momento que determina essa forma de se comunicar, sendo a variação a promotora da contextualização. Por exemplo, ao falar com uma autoridade, é usada a linguagem culta, ao falar com uma criança, é usada uma linguagem informal.
  • Diatópica: essa variação acontece num contexto regional, por exemplo, a mandioca que se come em alguns lugares é conhecida como macaxeira ou aipim em outros.
  • Diastrática: por fim, essa variação está relacionada ao grupo social, por exemplo, um médico conversa com outro em uma linguagem técnica, específica da classe, assim como advogados, professores etc.

 

« Voltar ao Na Ponta da Língua

Comente essa postagem

Obs: Seu comentário será exibido quando for aprovado.

Comentarios (0):

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro a comentar.

« Voltar ao Na Ponta da Língua

Sobre o blog

Hoje em dia ainda é comum nos depararmos com erros cometidos na Língua Portuguesa tanto na fala como na escrita. Um dos fatores que contribuem para essa fatalidade é a internet, onde muitas pessoas, na correria do dia a dia, acabam compartilhando publicações ou escrevendo outras sem ao menos reler e constatar possíveis erros ortográficos.

Pensando nisso, desenvolvemos este blog para postar dicas e curiosidades talvez não tão conhecidas sobre o nosso vocabulário. Assim, quando bater aquela dúvida a respeito de como falar ou escrever determinada palavra ou expressão, corra pra cá e fique com tudo na ponta da língua.

Janeiro - 2015

Posts mais lidos

Através de e por meio de
Faz e Fazem
Meio e Meia