Variações de porque

A língua portuguesa possui muitas variações de palavras e isso, certamente, nos confunde na hora de usá-las. O porque é uma dessas palavras, que nos dão um pouco de trabalho na hora de empregar. Por isso, hoje vamos falar das suas variações e como elas devem ser aplicadas nas sentenças diárias.

 

POR QUE

Para que seja mais fácil de assimilar, pense que ao usar por que, você está dizendo o mesmo que "porque qual motivo", "por qual razão". Ele é usado como sequência de uma preposição. Exemplo: Por que você comprou essa blusa, ao invés daquela? 

 

POR QUÊ

O por quê, separado e sem acento, é utilizado em maior parte para finalizar perguntas. Por exemplo: Você não fez a lição de casa, por quê? Ele é utilizado no final das frases, seja por pontos de interrogação, final, exclamação, etc.

 

PORQUE

No caso do porque junto e sem acento, pense em seu significado também, "já que" ou "uma vez que". Serve para explicar algo.

 

PORQUÊ

Por fim, o porquê junto e com acento, representa a razão da situação. Por exemplo, na frase "não tem porquê você fazer isso comigo", não há razão para que determinada ação seja feita ao sujeito.

 

« Voltar ao Na Ponta da Língua

Comente essa postagem

Obs: Seu comentário será exibido quando for aprovado.

Comentarios (0):

Nenhum comentário encontrado. Seja o primeiro a comentar.

« Voltar ao Na Ponta da Língua

Sobre o blog

Hoje em dia ainda é comum nos depararmos com erros cometidos na Língua Portuguesa tanto na fala como na escrita. Um dos fatores que contribuem para essa fatalidade é a internet, onde muitas pessoas, na correria do dia a dia, acabam compartilhando publicações ou escrevendo outras sem ao menos reler e constatar possíveis erros ortográficos.

Pensando nisso, desenvolvemos este blog para postar dicas e curiosidades talvez não tão conhecidas sobre o nosso vocabulário. Assim, quando bater aquela dúvida a respeito de como falar ou escrever determinada palavra ou expressão, corra pra cá e fique com tudo na ponta da língua.

Janeiro - 2015